O picking e suas ferramentas

BLOG

HOME / O picking e suas ferramentas
O picking e suas ferramentas O picking e suas ferramentas

O picking e suas ferramentas

por Rodrigo Minutti Recchia / 14 maio, 2019

A logística sempre foi um fator de extrema importância em todo mundo. Entretanto, em razão das exigências desta era contemporânea, do aumento exponecial de compras via e-commerce, os produtos são comercializados com uma maior frequência e com prazos de entrega mais curtos; logo, o segmento logístico precisa sempre evoluir.

Assim, é necessário refletir sobre uma das áreas de maior importância na distribuição de pedidos, o chamado picking. Tal atividade se define pela coleta de produtos, tendo em vista a quantidade correta de separação e sua velocidade, de modo a satisfazer as exigências do cliente-consumidor.

Todavia o que acaba por atravancar o setor de picking é a imensa variedade de mercadorias que um centro logístico pode abarcar. Dessa maneira, para que abarrotamentos não ocorram, sempre é necessária a criação de novas formas de separação dos variados tipos de produtos existentes em um estoque.

Nesse sentido, a Tecnologia da Informação (TI) é uma grande aliada a este setor, pois, uma vez que a Logística sempre necessita ser otimizada, a TI possibilita a criação de ferramentas capazes de subsidiar processos logísticos, aperfeiçoando sua execução e seu controle.

Fazendo menção à seleção das mercadorias, a Tecnologia da Informação possibilita a otimização de tais processos, desde os mais simples aos mais sofisticados. Sendo assim, os tipos de Picking podem ser das mais variadas formas, tais como:

Picking discreto

Neste tipo de separação, operador coleta um pedido por vez, de forma que o processo seja feito linha por linha. Embora a taxa de erro seja baixa, a produtividade é mais lenta. É considerado o tipo mais simples.

Picking por zona

Neste tipo, o operador separa o pedido em uma zona específica, atenuando o tempo de deslocamento. Desse modo, os produtos são direcionados a uma área da expedição limitada, onde o operador realiza a separação em um perímetro delimitado. Este método proporciona o aumento da produtividade, mas contém uma certa dificuldade no agrupamento do pedido.

Picking por onda

Neste tipo, a seleção é feita por onda e é realizada por meio de turnos, nos quais os produtos são coletados em distintos períodos do dia. Tal método possui a vantagem de integrar-se com a área de expedição devido à programação feita na coleta.

Para todos os tipos de picking citados acima, a Store Automação, com o seu produto Store WMAS, com mais de 28 anos de expertise neste ramo, proporciona aos operadores logísticos as mais variadas formas de separação. Os sistemas Store proporcionam inúmeras ferramentas de alta tecnologia que podem ser empregadas para maximizar a produtividade e a eficácia neste ponto crucial em uma operação, que é o picking. Vejamos alguns exemplos:

Voice picking

Neste tipo, o operador realiza a separação através do comando de voz, o que facilita o trabalho dos funcionários, pois os isenta da leitura de instruções, as quais são dadas por meio de áudio. O sistema possui, geralmente, um terminal portátil, head set (fone de ouvido), baterias e um software que o integra ao banco de dados. O Store WMAS utiliza-se de um smartphone comum para realizar tal processo. Com um custo-benefício excelente ao operador logístico.

Picking por Realidade Aumentada

Neste tipo, faz-se uso de smartglasses para promover a procura dos pedidos, de modo que as mãos do operador fiquem livres para a separação dos produtos. Desse modo, o operador tem uma visão abrangente dos processos que precisa realizar, aumentando a eficácia do seu deslocamento. Esse recurso tem também total integração com o Store WMAS, de maneira a otimizar o percurso do picking durante a operação.

Picking Mobile

A utilização de smartphones permite uma infinidade de acessórios para facilitar e se adequar a todo tipo de operação. Além da utilização do smartphone para a digitação das informações, pode-se utilizar um leitor acoplado ao aparelho, que permite a leitura de código de barras, além disto, pode-se também realizar a junção com um head set, permitindo a utilização da voz para a separação, com diversas possibilidades operacionais, é um recurso extremamente abrangente oferecido pela Store Automação.

Coletor de Dados

Utilizando a tecnologia telnet, o picking através de coletor de dados é muito eficiente em sua rapidez na bipagem de código de barras, o que em algumas operações é crucial. Apesar de tradicional, a utilização deste método garante um ótimo desempenho do operador em realizar grandes coletas que exigem uma leitura de muitas informações como dados logísticos e números de série.

Os diversos tipos de pickings são exemplos de como a Tecnologia da Informação contribui para a agilidade nas operações logísticas em geral. Além das diversas possibilidades de operacionalizar a separação, dispositivos como o Voice picking, o Picking por Realidade Aumentada, o Picking Mobile e o Coletor de Dados, já citados anteriormente, proporcionam acuracidade a uma imensa variedade de processos, sendo, atualmente, diferenciais competitivos da maior importância.

Fale conosco: comercial@storeautomacao.com.br