Indústria 4.0 & Logística 4.0 no Segmento Têxtil

BLOG

HOME / Indústria 4.0 & Logística 4.0 no Segmento Têxtil
Indústria 4.0 & Logística 4.0 no Segmento Têxtil Indústria 4.0 & Logística 4.0 no Segmento Têxtil

Indústria 4.0 & Logística 4.0 no Segmento Têxtil

por Eduardo de Souza Canal / 27 dez, 2017

Atualmente existe uma nova tendência de quebra de paradigma de produção mundial, bastante pesquisada e aplicada na Europa, que consiste em uma integração entre internet e fábrica, um espaço cyber-físico, onde o sistema interliga as máquinas de uma forma similar a uma organização social chamada Indústria 4.0.  Consiste em uma nova mentalidade e metodologia que une conceitos atuais de automação industrial, com a conexão por meio da internet entre toda a empresa.

No segmento Têxtil, que atingiu um faturamento aproximado de R$ 131 bilhões em 2016, a indústria 4.0 já é uma realidade, onde podemos citar alguns projetos de exemplo de novos produtos que surgiram com esta nova tecnologia aplicada ao segmento:

  • Nanotecnologia – Tecidos inteligentes
  • Sensores de Grafeno – Tecidos que medem temperatura do corpo do atleta

Esta tecnologia permite que a fábrica fique conectada, gerando informações precisas e em tempo real entre os processos produtivos (M2M ou Machine-to-Machine), entre o chão de fábrica e as gerências das operações de manufatura e entre o chão de fábrica e a gestão de seu negócio.

Dentro deste conceito no segmento Têxtil, existe o projeto confecção 4.0, uma espécie de loja virtual ligada diretamente ao processo produtivo e aos fornecedores de materiais.

Para comportar toda esta mudança gerada por esta nova era industrial, houve a necessidade da evolução da logística, em nova ordem mundial, pois por ela deverá movimentar os produtos da indústria 4.0.

O fluxo de mercadorias era desencadeado pelo movimento de objetos físicos, tais como os mesmos materiais, para outros produtos, ou suportes de informação baseados em papel (cartão kanban, por exemplo). No entanto, se as organizações continuarem com essa maneira de pensar, elas vão seguir rumo “ao fim” por tentar só procurar um meio mais rápido de processamento de dados e materiais.

A Logística 4.0

Nesta realidade 4.0, quem quiser dominar o mercado e sair na frente da concorrência investirá na adoção de tecnologia, e no desenvolvimento de profissionais com visão analítica, potencialização dos resultados apurados com conceitos de Big Data e Cloud Computing.

Os processos de logística mudam radicalmente seus padrões de comportamento através da integração de sistemas cyber-físicos. As empresas já começaram a implementar tecnologias da Internet das Coisas (IoT) baseadas em RFID.

A logística 4.0 vai levar o setor Têxtil para um novo patamar:

  • Estoques zero;
  • Lead time curto;
  • Alta conectividade;
  • Informações em tempo real e ao alcance de um clique;
  • Virtualização por meio de sistemas de monitoramento dos processos e operações;
  • Centros de distribuição mais inteligentes;
  • Eficiência operacional na medida em que a IoT (internet das coisas) conecta em tempo real os milhões de embarques rastreados e acondicionados;
  • Gerenciamento e gestão de armazém com sistema moderno e de WiFi/LAN;
  • Visão integrada da cadeia de suprimentos, foco nos serviços e etc.

A Store Automação, uma das lideres de mercado em TI, desenvolvedora e fornecedora de soluções voltadas para Logística (http://storeautomacao.com.br/solucoes/ ), possui know-how e parceiros de tecnologia que poderão apoiá-los nesta nova realidade 4.0.

Tags